Mais de 800 nadaram pela Mata Atlântica no Ecoswim

Jeferson MarquesDia 19 de novembro aconteceu a nona edição do Ecoswim, um evento que combina esporte e meio ambiente. Parte das inscrições para essa competição de natação é revertido para o IPÊ, em prol da Mata Atlântica. Em 2016, a arrecadação será destinada ao viveiro de mudas nativas, em Nazaré Paulista, mantido pelo Instituto. Além de ser berço para novas árvores plantadas em áreas de influência do Sistema Cantareira, o espaço é utilizado para educação ambiental de alunos de escolas públicas locais.

O evento chegou aos mais de 800 inscritos neste ano e nem o frio da cidade de Santo André (SP), local da competição, atrapalhou a animação. Entre os participantes, estava o consultor de negócios Jeferson Marques. A natação já faz parte da vida dele há muitos anos, mas a escolha pela competição tem uma motivação maior: o apoio à conservação ambiental.

"Essa é a segunda vez que eu participo com a equipe do SESC Belenzinho. E viemos pelo tema. O nosso professor apresentou a iniciativa e abraçamos isso na hora. Nada melhor do que poder dar um recado sobre a importância do meio ambiente juntando isso com o esporte. Desde então, viemos sempre pelo grande propósito de contribuir com o meio ambiente", conta ele (foto).

Marina FernandesA competição também já está no calendário anual da aluna de administração da FEA-USP, Marina Fernandes (foto). Apesar de o evento ser promovido pela equipe de natação da Poli-USP, rival da FEA nas
piscinas, ela afirma que é uma ótima oportunidade de confraternizar. "A gente deixa qualquer rivalidade de lado nessa hora e abraçamos a causa. Já é o meu terceiro ano e gosto muito de participar para descontrair, reunir a galera e, claro, ajudar a causa", diz.

Parcerias e iniciativas como essa são extremamente importantes para a continuidade de trabalhos como os do IPÊ. Com o viveiro, por exemplo, o Instituto colabora com a sensibilização ambiental e leva conhecimento sobre o tema para 700 alunos da cidade de Nazaré Paulista e ainda contribui levando uma opção de atividade extra-classe aos professores. "Parcerias como essa são muito importantes para o meio ambiente. As pessoas precisam saber sobre os problemas que o desmatamento traz e quanto mais organizações e empresas puderem ajudar, é um benefício a todos", afirma Vinicius Henrique de Souza, agente de carga no comércio exterior e nadador nas horas livres pela escola Atlântida, localizada na Mooca (SP). Assim como os outros participantes, Vinicius ganhou uma muda pela inscrição no evento.

Quem também saiu com a sua muda foi Letícia Varella. Aluna de engenharia têxtil da FEI, ela participou do evento pela primeira vez. " Moro perto de um parque ecológico e a muda já tem destino certo. Adorei participar por uma causa tão boa. É bom para nos entrosarmos com outras pessoas e pessoas da equipe. Já estará no meu calendário do ano que vem!", comentou.